Buscar

Como escolher um cursinho? 5 passos para tomar a melhor decisão.





Muitos alunos saem do ensino médio e se deparam com uma das maiores dúvidas que podem acometer vestibulandos: qual cursinho escolher?

São tantas opções, tantos números, tanta vontade de ser aprovado que a hora da escolha pode ser tornar uma hora de muito mais dúvidas que certezas. Aqui estão algumas questões que podem orientar uma melhor escolha.


1. Identifique a sua necessidade


Antes de mais nada, você precisa pensar bem na sua rotina e no seu nível de conhecimento. Isso porque o cursinho não vai levar em consideração os conteúdos que você não sabe ou as suas maiores dificuldades. Então, se você precisa de uma maior atenção para determinados conteúdos, seria mais produtivo adquirir o serviço de um profissional que te auxilie na organização de um estudo individual, aliado à contratação de professores particulares que vão poder sanar as suas dúvidas e construir junto com você o seu conhecimento, sem que brechas de conteúdo fiquem para trás.



Agora, se você já tem uma boa base de conteúdo e quer apenas o acompanhamento das aulas, seguem algumas dicas para fazer a melhor escolha.



2. Escolha o tipo de cursinho que quer fazer


Caso o cursinho seja realmente a melhor opção pra você, é necessário averiguar se ele é especializado em vestibulandos de medicina, pois assim você saberá se terá suas necessidades atendidas. Além disso, o cursinho ser semestral ou anual faz toda a diferença na hora da escolha. Então, programe-se, pesquise as datas do vestibular que vai prestar e escolha de acordo com o tempo que tem até a prova. Mas não esqueça que, se você não tem uma boa base de conteúdo, será melhor estudar durante um ano e ver o conteúdo com um melhor aproveitamento.


3. Pesquise os índices de aprovação e converse com alunos do cursinho


Outros vestibulandos serão uma boa fonte de informação na hora de escolher um cursinho, pois eles já passaram pela escola e podem te dizer como ela funciona. Pergunte a antigos e atuais alunos sobre os professores, a qualidade do material utilizado e eficácia do ensino oferecido, além de questões que você considera importantes para sua aprendizagem, como o cursinho possuir atendimento psicológico e respeitar os perfis de aprendizagem de cada um.

E não esqueça de checar os índices de aprovação!!!


4. Visite e conheça vários cursinhos


Depois de pesquisar e identificar melhores opções, é a hora de visitar os melhores cursinhos que encontrou na pesquisa. Conhecer a infraestrutura do cursinho, observar o conforto das salas de aula (carteiras, ventilação, quantidade de alunos) e dos ambientes comuns, além de olhar todo o material, é importante na hora da escolha porque é nesse ambiente e com esse material que você fará todo o seu estudo.